Browsing Tag

Torta folhada de maçã

CULINÁRIA

Torta de maçã alemã feita em casa

O nome é difícil. Nem sei pronunciar, só sei comer – e agora, fazer. Sempre pesquiso no Google como se escreve, para não escrever errado – quem nunca? Se você preferir, pode chamar essa delicinha de torta folhada alemã, mesmo.

Mas prometo que essa sobremesa é mais fácil do que parece! Massa folhada, maças fatiadas, nozes, passas, açúcar e canela são os ingredientes que você vai precisar para a receita. Eu, que só gosto de passas em receitas doces e olhe lá, devoro.

E confesso que ela tem um significado bem especial. A primeira vez que comi a apfelstrudel, eu tinha uns 15 anos estava na Alemanha para o casamento da minha prima Dani.

Mas o melhor de tudo, é quando você pode transformar uma receita em uma versão mais light, para comer sem culpa mesmo. Nesta que apresentamos abaixo, substituímos o açúcar de confeiteiro, pelo culinário. E preciso dizer: não faz diferença nenhuma. Só aproveito para comer mais mesmo, risos.

Quer aprender a fazer? Então pega o celular, caneta e papel!

Com 1 pacote de massa folhada pronta – quem me dera atingir o nível Dulce Delight e fazer essa massa deusa caseira… -, que dá cerca 400 gramas, você consegue fazer um apfelstrudel grande. A massa deve ser aberta com a ajuda de um rolo, em formato retangular, e deve ser fina. Mas cuidado. Se ela estiver fina demais, pode quebrar, e grossa, deixa o doce muito pesado.

Para o recheio vão cerca de 5 a 6 maçãs gala e 1 verde, e à gosto: passas brancas, pretas, nozes e para polvilhar açúcar e canela, também na quantidade que desejar.

Como na casa da minha tia não tem miséria, recheamos bem e descemos a mão na canela e no adoçante culinário – porque somos fitness, ou tentamos. Eu me aventurei na primeira tentativa, e as outras três, ficaram por conta da minha tia, e da Raquel, minha prima – que também escreve por aqui!

Quando você for fechar a apfelstrudel, como o recheio vai bem no meio, você pode fechar, as partes de cima e baixo, e na sequência unir as pontas. Só não aperte muito. Deixe um pequeno espaço entre o recheio e cada uma das pontas.

Pincele uma gema de ovo para que o doce fique bem dourado, e leve ao forno à 180 graus. A sobremesa fica pronta quando estiver bem douradinha e com aspecto crocante, e deve ser servida quente, acompanhada de uma bola bem generosa de sorvete de creme.

Se você fizer, conta para mim o que achou, tá? Eu já estou aqui lambendo os beiços, risos.

Acompanhe nossas redes sociais no Facebook e no Instagram!

Beijos!