Browsing Tag

Cabify

OPINIÃO ALHEIA

Opinião: Ontem eu voltei para casa de #Cabify.

Ontem eu voltei para casa do trabalho, de táxi.

Durante o trajeto, o Waze (aplicativo GPS móvel) sugeriu uma rota mais rápida, que passava pela Avenida Hebe Camargo, próxima à favela Paraisópolis a maior de São Paulo. Como era por volta das seis e pouco da tarde, e haviam muitos carros fazendo o mesmo percurso, o motorista e eu estávamos tranquilos. Se fosse um pouco mais tarde, talvez eu pudesse ficar receosa e preferir fazer um caminho diferente.

De qualquer forma, como precaução, coloquei o meu computador debaixo do banco do motorista (uma vez que eu estava sentada atrás dele, e que não custava nada previnir, não é mesmo?). Estava tão entretida em meu celular, que só fui dar a falta do meu computador ao chegar em casa. E claro, fiquei muito aflita.

A minha sorte é que eu não tenho costume de usar o serviço de táxi convencional (àqueles de rua, sabe? E nem sei ainda, se taxistas conveniados à cooperativas, são exclusivamente fiéis à elas hoje em dia). Ao contrário, sou adepta e completamente à favor de serviços via aplicativo. O meu preferido é a Cabify. E como estava utilizando os serviços da empresa espanhola, rapidamente entrei em contato via redes sociais e telefone. Fui prontamente atendida em questão de segundos.

Relatei o caso, e dentre algumas trocas de informação, fui instruída à enviar um e-mail para eles. Por motivos de segurança para o usuário (passageiro e motorista), as informações de contato só são fornecidas enquanto o passageiro não embarca no carro. Por isso, eu não consegui contatar o motorista via telefone. Mas, dados como o nome, placa e modelo do carro, bem como o trajeto, ficaram disponíveis via aplicativo e ao enviar à Cabify, ela entrou em contato com Washington, o motorista.

Nesse meio tempo, tentei rastrear meu computador via My Phone (aplicativo que a Apple disponibiliza para que os usuários saibam onde seus aparelhos estão). Mas como ele estava desligado, efetuei o bloqueio da máquina e pedi que ela emitisse som e reportasse minhas informações de contato, caso tentasse ser acessada. Por segurança, liguei para o atendimento ao consumidor deles e, QUE ATENDIMENTO. A Apple é a proporção de custo (elevado, sim) e muitos benefícios. Em todas as vezes que preciso entrar em contato com ela, ela me lembra da importância que eu como consumidora tenho para eles. Edmilson, o atendente responsável pelo meu contato, pouco pode fazer, mas foi de um profissionalismo tão incrível, que me deixou extremamente feliz e tranquila. E às vezes, principalmente em um caso como esse, em que estamos à flor da pele, essa sensibilidade é fundamental.

O meu final foi muito feliz.

Recuperei o meu computador, e só tenho muita gratidão por um atendimento e serviços ao consumidor realmente diferenciado e profissional que é realizado pela Cabify, empresa que elegi a melhor, e priorizo sempre que preciso de táxi. Washington, foi de uma idoneidade e gentileza sem tamanho. Ele não havia percebido que eu tinha esquecido meu computador dentro do carro, porque havia deixado minha máquina bem debaixo do banco dele, mas assim que a Cabify o contatou, ele rapidamente vistoriou o carro, o encontrou, e nós nos acertamos. Por mais que não se responsabilize por objetos pessoais de passageiros, a empresa foi excelente.

Hoje eles responderam à minha interação no Facebook (e eu não estou sabendo lidar com tanta boa vontade!). 

Aqui deixo o meu muito obrigada à eles, empresa que sempre me atende de forma exemplar e que conquistou o meu coração desde a primeira vez. E o motorista, o que dizer? Ainda existe muito respeito e retidão entre as pessoas.

E sim, eu dei muita bobeira por ter ficado o tempo todo com o celular em mãos. Depois do que me aconteceu ontem, tenho certeza que me manterei muito mais alerta para ao que está ao meu redor. Não dá para marcar bobeira…

E se você AINDA não conhece a CABIFY,  está perdendo tempo! 

Está certo que a empresa não possui uma frota tão grande quanto seus concorrentes, mas esse posicionamento é puramente estratégico e para manter o padrão de atendimento personalizado. E aqui meu coração de usuária fica dividido: é feliz e respeita esse pensamento mais conservador, mas não vê a hora de ter Cabify em todos os lugares!

Os motoristas passam por um rigoroso processo de adesão à empresa, treinamentos e avaliações. Essa é uma das formas que a Cabify encontra para garantir que seus usuários tenham a melhor experiência possível. Os carros que colocam nas ruas à disposição de seus serviços são sempre novos (eles não aceitam automóveis inferiores ao ano de 2012, senão me engano), e agrados como água, bala, escolha de música, se o passageiro prefere manter o ar condicionado ligado ou não e ainda, se deseja que o motorista abra e feche a porta, são pequenos gestos que deixam o consumidor bem feliz! Afinal, quem não gosta de um mimo?

Eu uso a Cabify e recomendo à todos, porque ela é uma empresa que me faz sentir plenamente segura. Pelo fato de ser tão rigorosa em seu processo de aceitação de seus funcionários, essa diferença é sentida durante o atendimento. E ontem, eu só pude agradecer ao fato de ter optado por seu serviço. Obrigada mais uma vez, Cabify e Washington!

Se você baixar o aplicativo da Cabify (e usar o meu cupom de desconto – THAISSAF3 – na sua primeira corrida, por exemplo, você ganha R$20,00 cumulativos), vai sentir na pele o que eu estou falando. Além disso, a empresa sempre fornece promoções que podem chegar à 50% off em corridas.

Para usuários de São Paulo, existem duas opções de carro: a Lite e o Cab, a primeira oferece ainda um valor um pouco mais baixo comparada à segunda opção. Infelizmente não sei dizer se essa opção está disponível para outros estados, mas se tiver e você usar, me avise aqui nos comentários para eu poder ajustar o texto! 🙂

Em um mundo tão individualista e tão focado na necessidade de satisfazer as vontades próprias, quando a gente encontra gente do bem, é felicidade purinha. Que sorte a minha!