RELACIONAMENTOS

Gratitude


Seja grato(a) pelo o que você tem.

Seria uma enorme hipocrisia começar 2017, sem antes agradecer à 2016. Sim, eu sou grata pelo o que 2016 me deu.

2016 me deu a chance de ver que os sonhos podem ser realizados, e que a gente é melhor com mais gente por perto, do que com nós mesmos.

2016 garantiu que eu desse mais sorrisos, e que a alegria fosse parte das vinte quatro horas dos seus 365 dias.

2016 me permitiu olhar para a vida que até 2015 eu conhecia e eu agradeci também. E que a vida de 2015, me preparou para as ricas surpresas de 2016 me trouxe.

2016 me permitiu amar e aceitar a mim mesma, e que  a simplicidade das coisas, como tomar um pingado com pão de chapa de padaria, pode ser tudo o que você deseja. Que o abraço de um ente querido, vale mais do que um dia se pode imaginar. Que a realidade pode ser sim o sonho, e que o pouco pode ser o tudo.

E principalmente, eu sou grata a Deus, que escolheu o ano de 2016, para que eu voltasse meus olhos, mente e coração a Ele. 2016, foi mais do que um tempo  vivido fora do país, foi  aprendizado e dependência total de Alguém que jamais abriu mão de mim, mesmo que eu tenha feito isto com Ele incontáveis vezes em menos de 365 dias. Claro que eu chorei quando meu visto foi recusado, e tive de voltar às pressas para o Brasil, meu coração, humano e fadado à erros duvidou dos desígnios que Ele havia separado à mim.

Mas quando eu entendi que é realmente Deus que dita a última palavra, e que sem Ele eu não sou nada, absolutamente tudo faz sentido. Quando a gente deixa Deus escrever a nossa história do jeitinho dele, sem questionar, Ele faz com que tudo se ajeite. Em meio à grande aflição em meu coração, Ele cuidou de tudo. No dia seguinte em que recebi à notícia do meu visto, ele já havia preparado uma pessoa muito especial que alugou meu apartamento, e várias outras que preencheram meu coração de alegria e amor. Às vezes a gente acaba encontrando o amor pela dor. E o Seu amor, que estava esperando pelo meu coração aberto, e quando eu o chamei de volta, Ele me disse: eu sempre estive aqui. 

Ele só quer ser aceito em seu coração. 

Em momento algum me senti desamparada. Em momento algum eu me senti sozinha. Chorei. Aí como eu chorei quando o avião decolou de Montreal para Atlanta! Nunca agradeci tanto por estar sentada na janela e com óculos escuros! Mas ao mesmo tempo em que minha humanidade, fraca e dependente extravasava toda a minha insegurança e tristeza, minha fé era munida com a certeza de que Ele estava no comando.

E eu me agarrei à promessa de que eu tinha comigo o meu bom Pai, e que sua vontade era perfeita e agradável ao meu coração. Que os seus caminhos são perfeitos de todas as maneiras! E o seu amor me preencheu.

E eu entendi que mais do que palavras, textos bonitos e extensos nas redes sociais, eu preciso viver Jesus nas pequenas coisas. No meu modo me agir, falar, pensar. E esse é um dos desafios mais difíceis que já tive em toda minha vida. E eu não quero que 2017 seja um ano de catequese, que eu saia condenando os outros ou dando surra de a Bíblia ou santidade pelos cantos, por quê QUEM sou eu para isso? Mas eu quero ser diferente. 2017 vai ser o marco daquilo que Deus preparou para mim. E se os outros verem que eu realmente estou diferente, é porque realmente alguma coisa mudou. Jesus, a verdade que transcende eras.

2016 termina, mas não é o fim. É o começo da história que 2017 vai contar. E pela oportunidade de viver a salvação que foi conquistada com preço de sangue, sou grata! Sou grata por tudo o que eu tenho!

Obrigada Senhor, por sempre pensar  em mim!

Thaissa Freire

Thaissa Freire

Carioca da gema, cristã que sabe que existe SIM, muito amor - e chuva - em São Paulo.
Apaixonou-se perdidamente por Montreal, fez intercâmbio de inglês na cidade francófona, e sonha, em viver em terras canadenses, PARA SEMPRE.

No Blog das Meninas, fala sobre suas experiências de viagens, suas séries favoritas, receitinhas, músicas, e o que mais vier à cabeça.
Thaissa Freire

Últimos posts por Thaissa Freire (exibir todos)

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply