TEXTOS & FRASES

– ei sumida!

Você conseguiu enxergar os três pontinhos? Pois é. É assim que eu estou, seguindo o baile, como dizem. Antes eu ficava torcendo pra que você mandasse nem que fosse um sinal de fumaça, hoje vejo que a sua ausência era o meu livramento. Pessoas vem e vão. Sumidos vem e vão. Diferente, é quem vem e fica.

Quem vem e fica, já sabe que veio pra ficar, desde que veio. Você sabe também. Mesmo que no começo dê o braço a torcer, aperte os olhos pra ver se está enxergando direito, claro sem expectativas não é mesmo? Não dá pra ir com tanta sede ao pote. Não dá? E quem disse que não dava? O sumido? Porque é sempre ele que você fica esperando. E não serei eu que vou dizer pra você largar de besteira e esquecer. A gente não esquece fácil. Essa coisa de “próximo, próximo”, só em música mesmo, Naiara. Ô mainha Veveta, eu gosto mesmo é de sofrer largada, fazendo a egípcia, entrando no meio dos carros, sobrevivendo de migalhas miseráveis, que foram aqueles olhares. Que olhares? Do sumido?

É sempre o sumido. Mas nem sempre é culpa do sumido. A culpa Marília, não foi eu ter me apaixonado pelo sorriso, ou ter fantasiado demais. A culpa é eu continuar achando, mesmo que ausência esfregue na minha cara que já era, que ainda vai ter alguma coisa. É culpa minha aceitar alguma coisa, qualquer coisa. Não tem volta achar que a culpa é do sumido, quando na verdade ela é mais minha. É toda minha. Quem quer, faz. E isso vale principalmente para mim, que estou aqui largada às traças.

A culpa não é do sumido. É sua de não querer sumir de vez com esse vai e volta. Ninguém gosta disso, pára de achar que você gosta, que você precisa e só vive por esse sentimento. E digo mais: quê sentimento? Eu sei, todo mundo tem um sumido na vida, mas o que você pode fazer com ele, só cabe à você. Você pode dar corda, mas muito provavelmente vai se enforcar. Você pode ir na onda, e ir brincando, só cuide para não se machucar. Você pode ignorar, mas vai ter que ter muita força de vontade, porque sejamos sinceras: é uma provação, meu Deus. Mas lembre-se: quanto maior a provação, maior a vitória, logo a sua, vai ser um prêmio daqueles tão grande, mas tão grande, que Deus vai te entregar em porções.

Desapega menina. Deixa sem lá quem te mandar o ” – ei sumida! “, e faça com ela o que você bem entender, e sabe porquê é que eu falo isso, ao invés de achar que posso te dizer o que fazer? Porquê ninguém pode. Se for pra quebrar a cara, faça isso com classe. Se for pra viver um grande amor, que ele seja inesquecível enquanto dure. Se você reencontrar uma amizade verdadeira, cultive-a. Mas não se arrependa. Porque viver arrependida, é pior do que vivido com todos os erros e decepções. Dessas falhas, você tira força. No “e se”, você encontra o desespero.

E digo mais, cada um enfrenta sua própria batalha. Não faça como muitas pessoas que julgam os outros pelas ações, olhares ou palavras. Isso são mecanismos de defesa, que podem esconder as reais intenções. Vai que o sumido, ou a sumida veio pra ficar? Você vai perder a chance por conta de um pré-julgamento ou ideia fixa de que ninguém presta? O que deve ser suficientemente bom para você, é você mesma(o), o que for adicional, você escolhe se vai aceitar na sua vida em banho maria ou de modo permanente.

Thaissa Freire

Thaissa Freire

Em terra em que o YouTube e as gigantes de streaming imperam, eu carioca da gema, cristã que sabe que existe SIM, muito amor - e chuva - em São Paulo, não troco as palavras em forma de escrita por nada. Adoro um bom vídeo, piro nos GIFS, mas são os versos que fazem o meu coração refém.

Uma louca apaixonada por letras, Montreal (Canadá), e que faz do Blog das Meninas, o palco de seus sonhos mais doidos, escreve - sempre que a vida permite - sobre suas experiências de viagens, séries, filmes e livros favoritos, receitinhas pois é metida a chef de cozinha, músicas, e o que mais lhe vier à cabeça.
Thaissa Freire

Últimos posts por Thaissa Freire (exibir todos)

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply